O que é a riquesa para você?

Recentemente soube que uma grande amiga que não vejo há anos decidiu que o melhor para a sua vida seria desfazer seu casamento de quase 20 anos, ir embora para bem longe e buscar por ela própria a felicidade de que tanto falam por aí. Aqueles anos todos de privações e de dificuldades financeiras a fizeram entender que seu esposo, um homem de Deus, íntegro, fiel, carinhoso, muito trabalhador e apaixonado por ela e pelos 3 filhos, jamais poderia lhes dar a "boa vida" que sempre desejou. Decidiu que indo embora, aquilo tudo acabaria e como encontrou o apoio e a acolhida de alguns parentes, tudo ficou bem mais fácil. Resultado: um lar desfeito, filhos divididos e infelizes, esposo ferido e frustrado, Deus decepcionado. Impressionante o estrago que faz tal atitude, quando alguém está redondamente enganado quanto ao verdadeiro significado de"felicidade".

No dicionário está assim: FELICIDADE: Estado de quem é feliz, Ventura, Bem-estar, Contentamento, Bom resultado, Ápice da Satisfação interior, Alegria Extrema, Bem-aventurança.
Cristo ensinou nas bem-aventuranças que a felicidade não depende do que possuimos, mas do que somos. Tal felicidade não é importada de fora mas nasce na alma de todos os verdadeiros filhos de Deus. Todas as bem-aventuranças de Cristo são contrárias a opinião comum. O conceito dos homens é que são felizes os ricos, os honrados no mundo; os que passam sua vida aqui alegres; os que comem gulodices e se vestem bem. Mas o Senhor veio corrigir esse erro fundamental; veio para chamar os homens à felicidade que é permanente e verdadeira.

É um grande engano (e muito perigoso também) pensar que podemos enfrentar Deus assim, e que isto não terá uma consequência triste depois. Onde está o temor de Deus? Onde está o respeito por aquilo que o Senhor mais preza neste mundo, que é a família? Acima de todas as coisas está o lar que Ele nos deu, e se as coisas não foram bem financeiramente durante tantos anos assim, certamente que não lutamos da forma correta para consertar a situação. Por acaso Deus negaria a prosperidade a uma família que luta por ela com o esforço de todos, com honestidade e sem avareza? É claro que não. Mas temos também que entender que mesmo conquistando tudo o que desejamos, como quer a minha amiga, jamais poderemos ser felizes tendo uma família desfeita.

Veja o que diz Eclesiastes 2: 4-11
4"Fiz para mim obras magníficas; edifiquei para mim casas; plantei para mim vinhas.
5Fiz para mim hortas e jardins, e plantei neles árvores de toda a espécie de fruto.
6Fiz para mim tanques de águas, para regar com eles o bosque em que reverdeciam as árvores.
7Adquiri servos e servas, e tive servos nascidos em casa; também tive grandes possessões de gados e ovelhas, mais do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém.
8Amontoei também para mim prata e ouro, e tesouros dos reis e das províncias; provi-me de cantores e cantoras, e das delícias dos filhos dos homens; e de instrumentos de música de toda a espécie.
9E fui engrandecido, e aumentei mais do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém; perseverou também comigo a minha sabedoria.
10E tudo quanto desejaram os meus olhos não lhes neguei, nem privei o meu coração de alegria alguma; mas o meu coração se alegrou por todo o meu trabalho, e esta foi a minha porção de todo o meu trabalho.
11E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol."

Portanto, amadas, que estas palavras sirvam para reflexão sobre o que realmente tem importância para nós e que a vontade do Senhor é soberana em nossas vidas, não a nossa;

Pv 16:1,2: " As pessoas podem fazer seus planos, porém é o Deus Eterno quem dá a última palavra. Você pode pensar que tudo o que faz é certo, mas o Eterno julga as suas intenções."
 
Mulher Cristã

My Instagram

Designed By OddThemes | Distributed By Blogger Templates